quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Leandro Hassum chega ao Recife com o espetáculo Lente de Aumento

Foto Divulgação

Após sete anos de sucesso, "Lente de Aumento", stand up comedy com Leandro Hassum, tem data marcada para vir ao Recife. Neste sábado (29), o Teatro Guararapes recebe o espetáculo, que lança um olhar curioso sobre as pequenas coisas da vida as quais nunca temos oportunidade ou paciência para analisar. Com direção de Daniela Ocampo, a montagem tem texto do próprio Hassum.

A identificação com as situações do dia a dia é a matéria-prima para que o humorista cative o público e chegue ao seu produto final: risadas! Envolvente, carismático e com a sua reconhecida capacidade de improvisação, Leandro Hassum interage com a plateia, convidando todos a refletir sobre o quão ilógico pode ser o cotidiano.

Serviço:
O que: Lente de Aumento
Quando:29 às 21h30
Onde: Teatro Guararapes:
Centro de Convenções de Pernambuco
Informações: (81) 4003-1212
Ingressos:Plateia: R$ 90 e R$ 45 (meia)
Balcão: R$ 70 e R$ 35 (meia)

Projeto Vou Sambar anima o Recife Antigo

Foto Divulgação
O samba vai tomar conta da Cervejaria Devassa, no Armazém do Porto, Recife Antigo, no próximo sábado (29). Na segunda edição do projeto Vou Sambar, a cantora Adriana B recebe a paraibana Polyana Resende. A sambista desembarca na capital pernambucana para divulgar o seu novo trabalho, o CD “Samba Teimoso”.

A participação de Polyana Resende nesse projeto, além de contar com a apresentação de clássicos do samba, terá canções autorais suas e de sambistas paraibanos como: Chico Limeira, Seu Pereira, Kojak do banjo, Potyzinho Lucena entre outros. Embora seja natural do Recife, Polyana construiu sua trajetória artística na Paraíba, local onde uniu suas raízes pernambucanas à cultura paraibana, surgindo daí a criação do projeto Samba Teimoso.

No projeto Vou Sambar, a compositora Adriana B faz um intercâmbio com artistas de várias cidades do país. Os shows acontecem sempre no último sábado de cada mês, com preços populares. De acordo com Adriana B, neste momento tão delicado para o país, oportunidades podem surgir através da música e da cultura em geral. “ O espaço é importante para que haja um intercâmbio com artistas de outras cidades. A idéia é recebê-los em Recife e levarmos o show "Vou Sambar" para as respectivas cidades desses artistas”, afirma a cantora. 

Durante o show, Adriana apresenta clássicos do samba, inéditos, dela e de outros compositores pernambucanos como a composição feita especialmente para ela por Neguinho da Samarina, "Menina Guerreira", que estará presente no seu EP, e que vai ser lançado em outubro, no Recife.




terça-feira, 18 de agosto de 2015

II Encontro de Contato Improvisação de Pernambuco

Foto Ju Brainer

Pela segunda vez, Recife, capital pernambucana, estará respirando a dança gerada na prática do Contato Improvisação durante uma semana com atividades diárias de manhã até a noite e a presença de nomes importantes na recente história do Contato em toda a América Latina. Para participar, basta se deixar mover pelo desejo da troca.

O Contato Coletivo – II Encontro de Contato Improvisação de Pernambuco, projeto idealizado pelo Coletivo Lugar Comum com incentivo do FUNCULTURA, recria espaços de encontro, de compartilhamentos, de investigação, de convivência, de parcerias e de afetos, onde o corpo é o suporte de todos os acontecimentos.

As inscrições para as oficinas são gratuitas e estão abertas até a próxima segunda, dia 24 de agosto, pelo sitewww.contatocoletivo.com.br. A programação acontece de 21 a 27 de setembro. O resultado dos selecionados será divulgado por email para cada participante no dia 28 de agosto. Todas as oficinas vão acontecer na sede do Coletivo Lugar Comum, na Rua do Lima, 210, Santo Amaro, no período da manhã e tarde, sempre das 10h às 13h e das 15h às 18h.

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Exposição: Pernambuco Cena Contemporânea

O Guerrilheiro, 1969 - Paulo Bruscky
O Museu do Estado de Pernambuco e o Santander inauguram a exposição Pernambuco Cena Contemporânea. A mostra toma como ponto de partida o diálogo estético de jovens artistas contemporâneos, atuantes em Pernambuco, com a trajetória de Paulo Bruscky cuja obra goza, hoje, de amplo reconhecimento no cenário nacional e internacional. Inovador, irônico, irreverente, Bruscky é responsável pelo surgimento no Recife, na década de 60, de uma corrente de arte conceitual, liberta dos tons do regionalismo e dos cânones de uma estética figurativa militante atrelada, quase sempre, à questão social. Rejeitando qualquer tipo de amarra, o processo de criação de Bruscky, indissociavelmente ligado a liberdade e guiado tão somente pela pulsante relação entre a vida e a arte, é fonte de inspiração e reflexão para contemporâneos de Pernambuco.

Estabelecer elos entre o passado e o futuro é um dos propósitos da exposição, que promove um resgate dos trabalhos e projetos de Bruscky apresentados, a partir de 1969, ao Salão de Arte de Pernambuco, que foram, à época, incompreendidos e rejeitados. Dez destacados artistas pernambucanos foram convidados pela curadoria a apresentar dois trabalhos para compor este instigante diálogo estético.

*Informações da Assessoria de Imprensa do Santander

Serviço:
Pernambuco Cena Contemporânea
Onde? Museu de Pernambuco - Av. Rui Barbosa, 960 - Graças
Quando? 19 de Agosta a 27 de Setembro de 2015

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

bandavoou faz pré-lançamento do novo disco em show neste domingo (16)

Foto: Thais Lima
O show acontece neste domingo (16), no Teatro Eva Herz, com participações especiais de Zé Manoel, Juliano Holanda e Isadora Melo.

A bandavoou volta aos palcos do Recife para o pré-lançamento do primeiro disco da carreira, “Nó”. Com repertório pensado especialmente para a ocasião, o grupo promete um grande show de reencontro com o público recifense. A apresentação, que acontece no Teatro Eva Herz (Livraria Cultura – RioMar) neste domingo (16), às 17h, contará com três importantes participações: Isadora Melo, Zé Manoel e Juliano Holanda. Os ingressos custam R$ 20 e podem ser solicitados pelo e-mail: contato@bandavoou.net .

Com novo álbum em fase de finalização, a bandavoou quer encurtar a espera dos fãs por um show e realiza o pré-lançamento do disco nesta apresentação. O repertório traz algumas das canções que estarão entre as 14 faixas do álbum e, claro, várias das músicas mais queridas do público como Peraí, Tempo Mãe e Lá vem ela.

Além de Carlos Filho [Voz, composições, cordas], PC Silva [Voz, composições, cordas], Rostan Junior [Bateria, percussões] e Lula Borges [Baixo], o palco recebe ainda a presença dos cantores Zé Manoel e Juliano Holanda, que fizeram participações especiais em algumas músicas do disco, e a cantora Isadora Melo, que se encontra pela primeira vez com a bandavoou no palco.

Última semana para conferir Brechert – Mulheres de Corpo e Alma

                                                       
Para quem ainda não conferiu a exposição “Brecheret – Mulheres de Corpo e Alma-Desenhos e Esculturas” no Instituto Ricardo Brennand, na Várzea, têm até  este domingo (16). A mostra do escultor ítalo-brasileiro Victor Brecheret reúne 147 peças, cedidas pelo Instituto Victor Brecheret, sediado em São Paulo e poderá ser conferida, das 13h às 17h, na Galeria do centro cultural.

Para inserir os visitantes no mundo das esculturas, o setor do Educativo preparou ainda um Território de Experimentações Artísticas (Tear) onde os visitantes poderão participar de forma sensorial do processo criativo do artista, utilizando massa de modelar, madeira, entre outros, para fazer esculturas. O centro cultural ainda disponibiliza visitas guiadas às 15h e 16h para o público em geral.

A exposição apresenta uma seleção de trabalhos dedicados ao gênero feminino, realizados pelo artista entre 1920 e 1955. São 30 esculturas e 117 desenhos, que representam várias fases e tendências da trajetória do escultor. As obras produzidas em mármore, gesso, pedra granítica, bronze patinado, bronze polido, são, em sua maioria, nus femininos, uma temática que vem desde a pré-história, em homenagem ao simbolismo que a mulher representa. Victor Brecheret é considerado o responsável pela introdução do modernismo na escultura brasileira e entre suas obras mais conhecidas está o Monumento às Bandeiras, no Parque Ibirapuera, um dos ícones da cidade de São Paulo.

Entre as obras em exposição, duas participaram da Semana de Arte Moderna em 1922, O Ídolo (1919) e A Soror Dolorosa (1920). Os visitantes vão conferir ainda:  os desenhos; Estudos para “Morena”(1951), Fuga Para o Egito(1928/29), Estudo para Virgem Maria (1950) e esculturas Banho de Sol; (1930)Ídolo (1920), Três Graças; ( 1954), Filha da Terra Roxa(1947/48), A Índia Escondida por um Grande Peixe (1948) e retratos Cabeça de Juranda ( esposa do escultor – 1939), Dama Paulista (Olivia Guedes Penteado-1934), como retrato Art Déco “  Marquesa Soriano de La Gandara” entre outras.

Serviço:
Exposição “Brecheret – Mulheres de Corpo e Alma”
Onde: Instituto Ricardo Brennand
Alameda Antônio Brennand, S/N - Várzea – Recife/PE - (81) 2121-0352
Data: Até 16 de Agosto
Horário: de terça a domingo, de 13h às 17h
Visita Guiada: 15h e 16h
Entrada: R$ 20 e R$ 10 (meia)

Nação Zumbi volta ao Recife para show histórico

Nação Zumbi / Foto: Divulgação

O Clube Português será palco de um encontro inesquecível. De um lado, a banda pernambucana Nação Zumbi, precursora do movimento Manguebeat, está de volta ao Recife e aproveita a ocasião, para apresentar um novo álbum, lançado em 2014. Do outro, o rapper carioca Black Alien e a DJ Lala K que também foram escalados para a festa. O show acontece no sábado, 15 de agosto, a partir das 22h.

A Nação Zumbi é uma das bandas mais respeitadas e influentes desde a década de 1990. Originalmente chamado de "Chico Science & Nação Zumbi", o grupo foi o responsável por fundar, junto com a banda Mundo Livre S/A, o movimento Manguebeat, que mistura ritmos regionais, como o maracatu, com rock, hip hop, funk rock e música eletrônica. O movimento tem como principais críticas o abandono econômico-social do mangue e a desigualdade de Recife.

No palco do Clube Português, local que traz boas lembranças aos músicos por abrigar o palco que recebeu o último show de Chico Science em Recife, eles apresentam o show do décimo disco da carreira, intitulado "Nação Zumbi". No setlist da noite estão as novas canções como "Cicatriz", "Bala Perdida", "Defeito Perfeito", "Um Sonho",  "Novas Auroras", "Foi de Amor", além de músicas escaladas especialmente para o show em NY e as clássicas "Maracatu Atômico", "Da Lama ao Caos", "Manguetown" e "Quando a Maré Encher".